Tallinn – Estónia

Tallinn – Estónia

7 Setembro, 2018 22 Por Vitor Martins

Chegámos a Tallinn, vindos de Helsínquia, já perto da noite. Como iríamos ficar no Pirita Spa Hotel, decidimos deslocar-nos sempre via Uber e não nos desiludimos. O hotel fica um pouco desviado do centro da cidade, mas em contrapartida, é um lugar calmo onde dá para relaxar e descansar. Na segunda noite por lá, com o céu limpo podemos apreciar o sol da meia noite de mais um fantástico local.

A Cidade Velha de Tallinn mantém a beleza de suas construções do período medieval. Em 1997, foi adicionada à lista de Património Mundial da UNESCO, como uma cidade medieval mais bem preservada no norte da Europa. A Cidade Velha possui ruelas sinuosas com casas medievais, uma muralha de 2,5kms com 26 torres defensivas, igrejas seculares, o magnífico castelo de Toompea, dos séculos XIII e XIV, e ainda bairros com casas tradicionais de madeira, como os de Kalamaja e Lillekula, mas possui também a mais antiga farmácia da Europa.

A manhã seguinte acordou nublada, uma situação normal por aqui, mas nada que nos impedisse de ir explorar a cidade. Chamámos novamente a Uber, com deslocações de 2kms por cerca de 3 euros, e fomos diretos à Igreja de Santo Olavo!!

Acredita-se ter sido construída no século XII e por ter sido o centro de comunidade escandinava da velha Tallinn, antes da conquista pela Dinamarca em 1219. Sua dedicação relaciona-se com o rei Olavo II da Noruega. Os primeiros registos escritos conhecidos referente à data da igreja situam-se em 1267. Foi reconstruída durante o século XVI.

A igreja permite subir ao cimo da sua cúpula, e foi o que eu o Vitor fizemos. E como tínhamos pela frente uma subida de 256 degraus numa escada circular em pedra, a Ana e o Pedro ficaram-se pela parte de baixo da igreja! 😉

O caminho era longo e íngreme, parámos a meio para descansar! 🙂
Até agora tudo estava a correr bem, contámos todos os degraus que subimos, até que chegámos ao cimo!
Do ponto mais alto de Tallinn temos uma vista panorâmica de toda esta linda cidade. O corredor em volta da cúpula é estreito e tem rede e gradeamento a proteger, o que faz com que nos dê a sensação que podemos cair a qualquer momento… o Vitor, ao olhar lá para baixo, disse que não iria dar a volta, que lhe fazia muita impressão. Eu disse lhe que não havia perigo nenhum, mas decidimos então que eu iria e ele ficava à minha espera.
Qual não é o meu espanto, quando a meio, encontro o Vitor, ele ganhou coragem e decidiu ir sozinho!! 🙂
Foi uma atitude que me deixou muito feliz, quando eu insisti ele não aceitou, mas depois ficou a pensar, analisou melhor e decidiu ir pelos seus próprios pés. Um pequeno gesto, uma pequena atitude, mas que serve para a própria vida, por mais que queiramos aconselhar o melhor para os nossos filhos, e claro que os devemos aconselhar, a decisão final será sempre ou quase sempre deles…
Descemos então todos felizes para contar as novidades à mãe e ao Pedrinho!!
Quando chegámos cá a baixo, verificámos que os dois se tinham tornado “estrelas” de Tallinn e estavam a ser filmados para um qualquer canal Indiano…
Seguimos passeando pelas lindas ruas de Tallinn, o tempo hoje estava meio fresco e nublado. Tínhamos a ideia de ficarmos na cidade até depois de almoço e de tarde ficarmos a descansar no hotel, até porque mais à noite a nossa selecção nacional de futebol, iria jogar em Moscovo para o Mundial de Futebol 2018.
Passeámos por dentro das muralhas do Castelo de Toompea, as suas ruas em calçada estão extremamente bem preservadas.
Passámos de seguida numa rua, onde existe mais uma Igreja Católica. Foi na Catedral de São Pedro e São Paulo que o Papa Francisco celebrou uma missa um mês antes da nossa estadia por aqui.
O nosso dia pelo centro da cidade terminou na praça da Câmara Municipal. Apesar de meio nublado e frio ainda deu para ficarmos um pouco. Almoçamos por lá e começou a chover. Decidimos então ir descansar para o hotel um pouco mais cedo do que tínhamos programado.
A Troika também anda por aqui!!!! 😀
O cansaço já era muito, estava na hora de chamar a Uber e ir descansar para o hotel.
Descansámos, deixámos a chuva passar, fomos até à piscina e à sauna e mais à noite, fomos a um supermercado comprar o nosso lanche para assistirmos ao jogo da nossa selecção!
Pelo caminho até ao supermercado, vimos muita vegetação e casas lindas… Por aqui o salmão fresco é rei e nós adoramos! 😛
Comprado o lanche ajantarado, voltámos para o hotel. Horas depois, vimos o jogo e fomos passear em frente ao nosso hotel.
Por volta das 23h30, já com o Pedro e a Ana a dormir, fui à varanda e deparei me com o céu praticamente limpo. O Vitor ainda estava acordado, decidimos então ir dar uma volta pelas margens do Mar Báltico em frente ao hotel.
Foi mais um dos grandes momentos da nossa viagem… 🙂
Dezenas de pessoas passeavam à meia noite naquela zona, a relaxar, ou em convívio entre amigos, numa paz incrível!! Nós ficámos por lá a conversar sobre a viagem, até bem perto da 01h da manhã e o cenário era sempre este… 🙂
Em paz, fomos dormir, o dia seguinte iria acordar solarengo e nós tínhamos de aproveitar o nosso último dia por Tallinn.
A manhã, tal como se previa, acordou de sol, e depois de um belo pequeno almoço no Pirita, seguimos via Uber até ao centro da cidade. Hoje queríamos ir visitar um dos lugares mais bonitos de Tallinn, a Catedral de Alexandre Nevsky.
Esta linda Catedral foi construída na altura do Império Russo, entre 1894 e 1900 e é de facto, uma obra extraordinária.
O dia estava perfeito, seguimos a pé pelas ruas estreitas do centro histórico e perto do Parlamento, ficámos admirados com o que estava escrito e com uma figura no chão…
Tal como em Portugal, por aqui também existem muitos carteiristas, e este sinal de alerta é sem dúvida, muito original… mas nunca nos sentimos inseguros na cidade…
Um dos miradouros da cidade estava já ali na frente…
Passeando mais um pouco entre as ruelas em calçada, descobrimos outro miradouro…
Por volta da hora do almoço, fomos descendo até aos Paços do Concelho. Antes passámos por uma loja de lembranças bastante original, onde comprámos a nossa! 😉
Chegados à praça, os miúdos brincaram com o inseparável Mickey, que nos acompanhou durante toda a viagem, correram atrás da pombas e no fim fomos visitar a mais famosa Farmácia da Estónia.
O Raeapteek (nome da farmácia) está no centro da cidade, em frente à Câmara Municipal, na casa número 11, é uma das mais antigas farmácias da Europa, que continua a trabalhar na mesma casa desde o início do século XV. Fomos visitá-la!!
É uma visita bastante interessante, por aqui podemos ver muito material para elaborar os medicamentos. O dia já ia longo, tínhamos de ir para a estação de autocarros. Lá iríamos apanhar o autocarro para Riga, na Letónia… mais uma etapa da viagem estava a acabar.
Chegámos então à linda estação de Tallinn para uma viagem de 300kms e quase 5h de autocarro.
Enquanto esperávamos bebemos um belo Compal, até agora ainda não tínhamos visto muitos produtos portugueses! 🙂
Num ápice estávamos a entrar no autocarro, e aí surgiu mais uma história um pouco embaraçosa. Aquando da reserva, no site da empresa Lux Express, dizia que os bebés não pagavam, então nós reservámos só para nós os três e não dava para dizer que levávamos um bebé. Ao entrarmos, apresentámos os três bilhetes, mas éramos quatro, a pessoa responsável perguntou pelo bilhete do bebé, ao que nós respondemos que não tínhamos e explicamos o que estava no site.
Prontamente nos disseram, que todos pagam bilhete, e que ele tinha de pagar bilhete, mas o problema é que poderia ter de pagar bilhete e ir ao colo visto que não estava marcado.
O bilhete do Pedro, são só 20% do valor do bilhete, nesta viagem correu tudo bem, conseguimos um lugar para ele, mas ainda tínhamos mais duas viagens, uma deles ainda maior e não saberíamos o que ia acontecer… 🙁
Ficámos encantados com esta nossa experiência na Lux Express. Os autocarros tem bancos confortáveis, televisor individual e até máquina de bebidas quentes! 🙂
A viagem foi tranquila, e por volta das 21h estávamos a chegar a Riga, a capital da Letónia… Até já!
<3